Após milhares de denúncias dos bancários contra a nova Convenção Coletiva, o Ministério Público do Trabalho entendeu que há indícios de que a cláusula que autoriza a compensação das 7ª e 8ª horas seja abusiva, por isso instaurou o Inquérito Cível nº 006165.2018.02.000/0 para apurar eventual ilegalidade.

Desta forma, o Ministério Público do Trabalho estuda ingressar com uma AÇÃO ANULATÓRIA DE CONVENÇÃO COLETIVA para inibir as mazelas trazidas por essa nova convenção coletiva.

Entre em contato conosco para esclarecer eventuais dúvidas e para se manter atualizado sobre o assunto.

Comentários

comments